Pages

quinta-feira, 14 de abril de 2011

E o piano tocou...


Todos os dias da minha "vida passada", eu esperava o anoitecer só para ouvir um certo piano. Ele tocava apenas uma música. Mas eu não me importava. Aquela música me consumia e eu necessitava ouvi-la para me sentir bem. Ela trazia alegria e me deixava ansiosa de verdade. Aquele tocar de piano passou a me dar simplesmente esperanças. Esperanças de que tudo na minha vida poderia mudar sentimentalmente e finalmente eu encontraria os caminhos que tanto queria.



O piano tocava e eu começava a sonhar com uma realidade inexistente. Uma simples, mas alta utopia. O toque repetitivo do piano me deixava nas nuvens por um bom tempo, como se eu tivesse usado algum tipo de droga alucinógena e ficasse voando por um tempo limitado. Toda vez que esse tempo acabava, eu ouvia mais aquela música repetitiva para me sentir satisfeita. Mesmo que isso tomasse meu tempo, mesmo que isso acabasse com a minha vida.  Eu deixei muros desmoronarem na minha frente para escutar o piano, eu deixei partes importantes de mim irem embora por causa do toque do piano, eu quase perdi quem eu realmente amava por causa de uma música repetitiva, curta e sem sentindo. Eu perdi minha pessoa em qualquer canto só para escutar o piano por cinco segundos.  


Minha vida ficou sem sentindo a partir do momento que eu vi que não havia razão para eu escutar aquela música que só tinha cinco segundos de duração, pois ela não iria me levar lugar nenhum. Ela só me deixava parada enquanto o tempo passava. Perdi meu tempo. Perdi o que eu tinha de verdadeiro, mas percebi que não é um toque de um piano que vai me dar a verdadeira realidade que quero e sim eu mesma. As coisas não virão até mim enquanto eu parar meu ser no meio do tempo para escutar algo por cinco segundos. Então, um dia decidi escutar outro piano, um piano que durará o tempo que eu precisava . Foi o outro piano que me mostrou que a gente jamais deve parar no tempo achando que o tempo vai parar conosco. Foi o piano da vida. 

Vida....o único piano a me mostrar que não devemos parar no tempo e que só o tempo nos ajuda a esquecer que certos pianos não devem ser tratados como prioridade, pois um dia eles quebram e no dia que isso acontecer  a verdade é mostrada e percebemos que nem todo piano toca músicas realmente bonitas. 

2 nuvem ou nuvens:

Cαrłα Dαηdαrα ρ૨iท૮૯ઽα ท૯g૨α ツ disse...

;),realmente amiga,a vida é pra ser vivida indepedente de qualquer coisa,você não pode parar no meio do caminho,se não ela te deixa pra trás sem dor nem piedade.te amo e sinto muitas saudades de você.beijo.

Thais disse...

É verdade. As vezes deixamos coisas realmente importantes passarem por estarmos ligados a coisas que nem merecem nosssa atenção.

Postar um comentário

 

Blog Template by BloggerCandy.com